SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Santander vai retirar os telefones fixos das mesas dos funcionários e obrigá-los a utilizarem celulares particulares

05/07/2021

Bancos: Santander

Ilustração: Can Stock Photo (modificada)

Compartilhe:

No dia 24, o Santander publicou um comunicado na rede interna informando que os bancários terão de usar o celular particular para trabalhar, pois “proíbe a vinculação de números de telefone do Santander a quaisquer aplicativos de mensagem”. O banco já está retirando os telefones fixos das mesas (ramais do PABX) dos funcionários e irá usar a plataforma Teams da Microsoft para comunicação interna e externa.

“Por facilitar uma comunicação efetiva e de qualidade, o uso do Microsoft Teams já está disponível para GGs, gerentes Select, E2,E3, Assessoria de Investimentos e áreas Centrais”, afirma o banco no comunicado.

Gerentes e o WhatsApp Business

O Santander também tem orientado os gerentes a baixar o WhatsApp Business no celular particular e configurar o aplicativo para atender os clientes com o número comercial do banco. Com isso, mesmo após o expediente e nos finais de semana, os trabalhadores continuam recebendo mensagens dos clientes.

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander reivindicou ao banco, na quarta-feira passada (23), o fim dessa prática e solicitou que a instituição forneça um aparelho celular a esses trabalhadores, assim como já é fornecido para os gerentes business II, e determine que o aparelho seja desligado ao fim do horário de expediente. Até o momento, não houve retorno à solicitação.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, essa prática do Santander é ilegal. É inadmissível que o banco obrigue o funcionário a usar o seu celular particular para trabalhar, inclusive tendo que informar aos clientes internos e externos esse número de telefone para contato. O banco tem a obrigação em disponibilizar os meios e as ferramentas necessárias para o trabalho e os trabalhadores têm o direito à privacidade e ao descanso.

Em 2020, o Sindicato obteve liminar que proíbe o Santander de enviar cobranças de metas a telefones particulares dos empregados de toda base territorial da entidade. Agora, a entidade também entrará com uma ação para tentar barrar a obrigação do uso de celulares particulares no atendimento aos clientes.

Chega de exploração, Santander!

Notícias Relacionadas

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Assembleia sobre acordo aditivo do Santander e PPRS acontece nesta segunda, dia 26. Participe!

Santander 26/09/2022

Santander paga adicional do VA no dia 30, junto com a primeira parcela da PLR

Santander 22/09/2022

Newsletter