SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Renda do trabalhador cai até 16% em 5 anos

01/07/2019

Compartilhe:

Com a prolongada crise econômica brasileira, os rendimentos dos trabalhadores, da maioria dos segmentos, foram corroídos. É o que demonstra uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em nove setores da iniciativa privada.

Dos nove setores, cinco tiveram quedas acentuadas. Elas ocorreram principalmente nos segmentos de alojamento e alimentação (hotéis, pousadas, restaurantes ou vendedores de alimentos), construção civil e transporte, com perdas reais (já considerada a inflação) que variam de 7,2% até 16,3% nos últimos cinco anos.

Segundo economistas, os principais motivos para a queda nos rendimentos são o aumento da informalidade e a menor capacidade de consumo das famílias.

O aumento da informalidade se deve à falta de emprego. Em quatro anos, o número de pessoas fora do mercado de trabalho cresceu 42,4%. O número de desempregados atingiu 3,2 milhões de pessoas, e 22,7% das famílias brasileiras não têm renda proveniente do trabalho.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, o governo Bolsonaro erra ao atrelar a melhoria econômica do País com a reforma da Previdência. “É sempre o trabalhador que paga a crise”, lembra Pedro Valesi, diretor do Sindicato e bancário do Mercantil do Brasil.

Notícias Relacionadas

Contra assédio e ameaças de demissão: Sindicato realiza mais um protesto em uma agência do Bradesco

Bradesco 29/06/2022

Bradesco, nos ouça! Sindicato protesta contra demissão de bancária portadora de deficiência auditiva

Bradesco 28/06/2022

Bancários esgotados: Mais de 5 mil trabalhadores pedem demissão em 4 meses

28/06/2022

Newsletter