SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Em 2022, 4.716 postos de trabalho foram abertos no setor bancário

15/03/2023

Durante todo o ano de 2022, 4.716 postos de trabalho foram abertos no setor bancário, segundo levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base no Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O levantamento mostra que apesar da soma das contratações ter sido maior do que a das demissões apenas nos meses de janeiro, fevereiro, agosto e setembro, no cômputo geral do ano, houve mais contratações do que demissões.

Caixa

O saldo positivo no número de contratações pode ser atribuído às contratações realizadas pela Caixa Econômica Federal (1.022), de acordo com o documento. Os postos de trabalho criados pelo banco representa 35,1% de todo o saldo positivo de emprego no setor bancário.

No ano passado, foram convocados os aprovados em concurso realizado pela CEF em 2014 e também os aprovados no concurso específico para pessoas com deficiência (PCDs).

Queda nas contratações de TI

No ano passado, foram criadas 1.424 vagas diretamente ligadas às áreas de tecnologia da informação. Segundo o levantamento, houve uma expressiva queda das contrações nesta área, na comparação com as realizadas em 2021, quando foram geradas 3,7 mil vagas específicas.

Saldo negativo em 6 estados

Em seis estados o saldo de empregado bancário foi negativo: a maior queda foi registrada no Rio de Janeiro (1.021 vagas), seguido pelo Rio Grande do Sul (279), Paraná (244), Santa Catarina (152), Pernambuco (95) e Rio Grande do Norte (30).

Já os maiores saldos positivos ocorreram em São Paulo (2.452 vagas), Distrito Federal (287) e Mato Grosso (206). As vagas criadas em São Paulo se concentraram na capital, com 2.946 postos de trabalho, sendo 40% relacionados à tecnologia da informação.

Mulheres são as menos contratadas e mais demitidas

Ao invés de promover um setor igualitário, os bancos continuam discriminando e desvalorizando as mulheres. As admissões de mulheres foram 19,1% menores que a dos homens e os desligamentos, 5,4% superiores. Para homens, foram abertas 3.933 vagas, enquanto para as mulheres, foram eliminados 1.106 postos de trabalho.

Trabalhadores jovens

Os bancos continuam priorizando a contratação de trabalhadores mais jovens, enquanto há uma grande parcela de pessoas com mais de 30 anos buscando oportunidade nas instituições.

A geração de vagas se concentrou nas primeiras faixas etárias, até 29 anos, com aumento de 10.351. Já para trabalhadores com 30 anos ou mais, houve fechamento de 7.529 vagas.

Diversidade racial

A maior proporção entre os admitidos foi da raça branca (60,8%) e com superior completo (55,3%). As admissões de trabalhadores pretos e pardos foram de 33,9% da totalidade, enquanto os desligamentos foram de 25,6%.

Considerando o saldo, a movimentação foi positiva para a diversidade racial no setor, já que foram 3.881 postos de trabalho para trabalhadores pretos e pardos.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, o setor tem capacidade de aumentar o número de postos de trabalho. A entidade continuará cobrando mais contratações durante todo o ano de 2023 e espera que o próximo levantamento seja positivo.

Notícias Relacionadas

Por falta de ar-condicionado, Sindicato fecha agência da CEF no Jardim Redentor em Bauru

24/04/2024

SindBar deste mês terá show com “Gutto Vianni e Cristiano”

24/04/2024

Senado aprova isenção do IR para até dois salários mínimos

23/04/2024

Newsletter