SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Santander descumpre decisão judicial e adia por meses reintegração de bancário

12/04/2022

Bancos: Santander

Compartilhe:

O Santander descumpriu, por meses, decisão judicial que determinava a reintegração e o restabelecimento do plano de saúde de um bancário que foi demitido durante tratamento por doença psiquiátrica, ocasionada em decorrência da sua atividade laboral no banco.

O bancário ingressou na Justiça com ação de tutela de urgência para a sua reintegração. Em dezembro de 2021, em primeira instância, a juíza responsável pelo caso determinou a reintegração do trabalhador, assim como o restabelecimento do plano de saúde. O Santander, por sua vez, impetrou mandado de segurança para cassar a decisão, mas o Tribunal, em segunda instância, referendou a reintegração.

Mesmo com a determinação, o Santander, mais uma vez, seguiu recusando a reintegrar o bancário. Em sua alegação, o banco declarou que o bancário estava trabalhando, o que era mentira. Depois, afirmou que buscava um acordo, o que também não era verdade e, por fim, em audiência, mentiu que desconhecia a data exata determinada para a reintegração. Absurdo!

Demitido mais uma vez

Após finalmente comprovar no Judiciário a reintegração do bancário, o Santander demitiu novamente o trabalhador, que descobriu o novo desligamento quando procurou o RH do banco. Diante do despautério, a juíza responsável pelo caso, indignada com as atitudes do banco, determinou ao Ministério Público Estadual que apurasse os crimes cabíveis cometidos pelo Santander no desenrolar do processo, uma vez que descumprimento de ordem judicial configura crime. Três meses depois da primeira determinação judicial, o Santander reintegrou o trabalhador.

Mesmo sabendo da alta capacidade do Santander em desrespeitar seus trabalhadores, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região ficou atônito com esse caso. Descumprir, por várias vezes, a Justiça e fazer alegações mentirosas para justificar tamanho desrespeito é completamente deplorável, ainda mais quando se trata da reintegração de um trabalhador adoecido pela rotina exploratória do banco.

Notícias Relacionadas

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Assembleia sobre acordo aditivo do Santander e PPRS acontece nesta segunda, dia 26. Participe!

Santander 26/09/2022

Santander paga adicional do VA no dia 30, junto com a primeira parcela da PLR

Santander 22/09/2022

Newsletter