SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Santander convoca trabalhadores com comorbidades para retornarem ao trabalho presencial até 4 de abril

22/03/2022

Bancos: Santander

Compartilhe:

Na semana passada, o Santander divulgou um comunicado convocando bancários do grupo de risco e gestantes para retornarem ao trabalho presencial até 4 de abril.

Após o comunicado, o movimento sindical se reuniu com o banco na última sexta-feira (18) e reforçou que é terminantemente contrário ao retorno dos trabalhadores que se enquadram no grupo de risco para Covid-19, destacando que com a chegada da variante Deltacron os trabalhadores estarão em risco e que quem determina o fim da pandemia é a OMS (Organização Mundial da Saúde) e não o governo federal. A reunião teve a presença da médica do trabalho que assessora o Santander.

O banco se comprometeu em avaliar individualmente os casos em que o médico do trabalhador não recomenda o retorno. Além disso, irá analisar individualmente os casos de não vacinados que têm justificativa médica para não terem tomado a vacina contra o coronavírus.

Gestantes

O presidente Jair Bolsonaro publicou com vetos, no dia 10, no Diário Oficial da União, a Lei 14.311, de 2022. A norma sancionada disciplina o trabalho das grávidas não imunizadas quando a atividade não puder ser feita a distância. Gestantes não completamente imunizadas ficam à disposição do empregador para exercer as atividades em seu domicílio, por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma de trabalho a distância, sem prejuízo da remuneração.

A lei determina que todas as gestantes (e não apenas as completamente imunizadas) deverão retornar imediatamente ao trabalho assim que for decretado o encerramento do estado de emergência de saúde pública por conta do coronavírus.

Bolsonaro vetou o item que previa, no caso de retorno por interrupção da gestação, o recebimento de salário-maternidade nas duas semanas de afastamento garantidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Também foi vetada a previsão de considerar gravidez de risco no caso de o trabalho ser incompatível com sua realização em domicílio por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma a distância. Nesse caso, o projeto previa a substituição da remuneração pelo salário-maternidade.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região orienta aos bancários que não se sentirem seguros em voltar ao trabalho presencial, que procurem seus médicos e solicitem laudos indicando sua condição de saúde e se há ou não segurança para o retorno. A entidade está disponível para esclarecer eventuais dúvidas e receber denúncias sobre a situação, através do WhatsApp: (14) 99868-4934.

 

 

 

Notícias Relacionadas

Bancária aposentada do Santander aceita acordo de R$ 40 mil para encerrar ação de horas extras

Santander 04/10/2022

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Assembleia sobre acordo aditivo do Santander e PPRS acontece nesta segunda, dia 26. Participe!

Santander 26/09/2022

Newsletter