SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Pesquisa revela que 80% dos empregados da Caixa acreditam que o trabalho afeta a sua saúde

18/02/2022

Bancos: Caixa Econômica Federal

Compartilhe:

Uma pesquisa encomendada pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) sobre a atual condição e os impactos da pandemia na saúde dos trabalhadores do banco, revelou que quase 80% dos empregados que responderam o levantamento disseram que o trabalho afeta a sua saúde.

Dos 1.704 empregados da ativa que participaram da pesquisa, aproximadamente oito em cada 10 disseram que o trabalho afeta a sua saúde. Dos trabalhadores da ativa, 6% estão afastados do trabalho por licença médica. O principal motivo de afastamento são as doenças mentais: 33% estão afastados por depressão, 26% por ansiedade, 13% pela síndrome de Burnout e 11% por síndrome do pânico.

A pesquisa, que foi realizada entre os dias 19 de novembro e 10 de dezembro de 2021, também mostrou que 20% dos bancários da ativa têm jornada de trabalho maior que oito horas diárias. Ao todo, 3034 bancários responderam ao questionário completo. Destes, 1.704 (56%) são empregados da ativa e 1.330 (44%), aposentados.

Dos empregados da ativa, 74% estão lotados nas agências; 34% têm cargo em gerência e 21% são Técnicos Bancários Novos (TBN). A idade de 71% é entre 30 e 49 anos e 59% são homens e 41% mulheres. Já entre os aposentados, 66% têm de 60 a 69 anos, e 53% são homens e 47% mulheres.

A margem de erro da pesquisa é de 1,8 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, a pesquisa comprova o que o movimento sindical tem denunciado há anos: a Caixa, por conta de suas cobranças e pressão por metas, sobrecarga de trabalho e falta de funcionários para atender a exaustiva demanda, é culpada pelo alto índice de adoecimento de seus trabalhadores. Infelizmente, com a pandemia de coronavírus essa situação ficou ainda pior, fragilizando ainda mais a saúde mental dos empregados.

O Sindicato ressalta que está constantemente na luta contra o adoecimento da categoria e disponibiliza gratuitamente aos bancários sindicalizados, atendimento psicológico. De segunda-feira, das 17h às 20h, a psicóloga Ana Letícia San Juan está disponível para os trabalhadores. Já na quarta, no mesmo horário, quem realiza os atendimentos é a psicóloga Mariana Cristina Camilli.

Os atendimentos – duração de 50 minutos – podem ser presenciais (na sede da entidade) ou virtuais, dependendo da disponibilidade dos bancários de Bauru e região. Para agendar um horário, o bancário deverá entrar em contato com a Secretaria da entidade, através da telefone: (14) 99868-5897.

Notícias Relacionadas

Sindicato reforça denuncia ao MPT sobre casos de assédio moral na Caixa

Caixa Econômica Federal 19/09/2022

Empregados da Caixa foram “convidados” a participar de desfile do 7 de setembro em Brasília em apoio ao governo Bolsonaro

Caixa Econômica Federal 12/09/2022

Caixa enrolou negociações durante 10 mesas

Caixa Econômica Federal 06/09/2022

Newsletter