SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Funcionária do BB conquista incorporação de função

17/04/2018

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região obteve êxito em mais uma ação que pedia que o Banco do Brasil incorporasse ao salário de uma funcionária o valor da comissão que ela recebeu por mais de 10 anos.

A trabalhadora em questão foi nomeada para atuar em função comissionada em setembro de 2003. Primeiramente, ela foi assistente de negócios, e depois, supervisora – até junho de 2017, quando foi atingida pela reestruturação.

Para o juiz André Luiz Alves, da 3ª Vara do Trabalho de Bauru, “mesmo a reclamada tendo tendo pleno poder para reverter ao cargo anterior não poderia impor prejuízo salarial à reclamante, mormente diante da estabilidade financeira consolidada”.

Ele entendeu que o BB “violou o disposto na Súmula nº 372 do TST”, segundo a qual, “Percebida a gratificação de função por dez ou mais anos pelo empregado, se o empregador, sem justo motivo, revertê-lo a seu cargo efetivo, não poderá retirar-lhe a gratificação tendo em vista o princípio da estabilidade financeira” (item I da súmula).

O juiz disse, também, que “a reestruturação não pode ser considerada causa justa para supressão da gratificação e violação do princípio da estabilidade financeira”.

Assim sendo, condenou o BB a incorporar ao salário da bancária o valor referente à gratificação pelo exercício da função, “devendo ser utilizada a média dos últimos dez anos”.

Incorporação no TST

Em março, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) criou um grupo de trabalho para definir se o conceito de direito adquirido deve ser aplicado à questão da incorporação de função gratificada, já que a Súmula 372 foi derrubada pela reforma trabalhista. Até o momento, juízes de primeira instância têm dado decisões favoráveis à incorporação. Enquanto isso, a Febraban, enquanto aguarda a decisão, já orientou seus filiados a não praticarem a incorporação.

(Bancários na Luta nº 25)

Notícias Relacionadas

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

“BB + leve”: Banco avança com transformação de agências em lojas e coloca em risco vida de bancários e clientes

Banco do Brasil 24/06/2022

Terceirizada do BB é condenada após sumir e não pagar verbas rescisórias e FGTS de trabalhadora

Banco do Brasil 21/06/2022

Newsletter