SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Em segunda instância, Santander é condenado após obrigar cliente negro a tirar roupa para entrar na agência

27/01/2022

Bancos: Santander

Compartilhe:

O Tribunal de Justiça de Pernambuco condenou o Santander, em segunda instância, por uma postura no mínimo discriminatória ocorrida em 2014. Os seguranças de uma agência de Recife obrigaram um cliente negro a ficar apenas de cueca para entrar no banco. A cena foi registrada em vídeo por outros clientes e a gravação foi anexada ao processo, junto com o boletim de ocorrência registrado como crime de racismo.

O advogado da vítima alegou que ele foi barrado e humilhado publicamente apenas pelo fato de ser “pobre e negro” e pediu indenização por danos morais. Na sentença da primeira instância, proferida em agosto de 2020, a juíza Catarina Vila-Nova Alves de Lima constatou que: “O autor foi submetido a tratamento que extrapola os limites do exercício regular de um direito e, para além disso, ressoa capaz de provocar profunda vergonha e humilhação”.

O Santander recorreu e alegou que o cliente se recusou a colocar seus pertences no guarda-volume, mas não acrescentou nenhuma prova ao processo. Na segunda instância, o banco foi condenado por unanimidade. Entretanto, pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Atualmente, apesar de cerca de 54% da população brasileira se considerar negra, nos cinco maiores bancos do país, apenas cerca de 24% de seus trabalhadores são negros. Isso mostra que as desigualdades raciais ainda atrapalham a justiça social no país.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, toda manifestação racista é crime e os bancos tem o dever social de ajudar a combater os preconceitos, tanto dentro de suas agências, quanto através do financiamento de campanhas de conscientização sobre o problema no Brasil.

Notícias Relacionadas

Santander demite em Santa Cruz do Rio Pardo e aumenta ofensiva para exterminar cargo de Gerente de Atendimento

Santander 20/05/2022

Lucro dos bancos privados sobe 7,8% no início de 2022

Bradesco 19/05/2022

Sindicato fecha agência do Santander de Arandu que funcionava com apenas um bancário

Santander 19/05/2022

Newsletter