SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

Começam as audiências das ações coletivas contra o BB e CEF pelas cobranças de metas por WhatsApp

Compartilhe:

As primeiras audiências das ações coletivas ajuizadas pelo Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, contra as cobranças executadas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal nos celulares particulares dos funcionários, foram realizadas virtualmente ontem (20).

Há alguns anos, essa prática já é proibida pela Convenção Coletiva da categoria (cláusula 39 da CCT 2018-2020) para todos os bancos, no entanto, as instituições insistem em não cumprir com o determinado.

Em agosto, o Sindicato ajuizou uma ação com pedido de concessão de tutela de urgência, visando a interrupção da prática de assédio moral decorrente da cobrança de metas de formas abusivas com exposição de ranking de resultados em grupos de WhatsApp.

Após as audiências de ontem, o Sindicato tem 10 dias para réplica do pedido. Desta forma, a entidade solicita aos bancários que receberem cobranças indevidas nos celulares particulares durante esse período, guardem as provas e denunciem ao Sindicato para que a infração seja demonstrada no processo.

As denúncias podem ser feitas aos diretores da entidade ou através do telefone: (14) 3102-7270.

Santander já está proibido

No final de setembro, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região obteve liminar que proíbe o Santander de enviar cobranças de metas a telefones particulares dos empregados de toda base territorial da entidade.

Notícias Relacionadas

Caixa lucrou R$ 7,5 bilhões de janeiro a setembro

Caixa Econômica Federal 27/11/2020

Sindicato repudia charge que retrata bancário da Caixa como bicho-preguiça

Caixa Econômica Federal 27/11/2020

Caixa está se reestruturando e empregados da Gitec Bauru são as primeiras vítimas na região

Caixa Econômica Federal 25/11/2020

Newsletter