SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Cadê os funcionários, Santander?

23/07/2019

Bancos: Santander

Compartilhe:

Na última terça-feira (16), o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região paralisou a agência do Santander de Avaré, localizada no Centro da cidade, em protesto contra a falta de funcionários e a consequente sobrecarga de trabalho.

Mesmo registrando lucro líquido de R$ 3,415 bilhões no 1º trimestre, o que representa um crescimento de 21,1% na comparação com o mesmo período do ano passado (R$ 2,820 bilhões), o Santander não tem aumentado seu quadro de funcionários. Ao contrário, nos três primeiros meses do ano, fechou 623 postos de trabalho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Nos primeiros quatro meses do ano, o setor bancário eliminou 1.720 postos de trabalho.

Nessa agência de Avaré, apenas sete funcionários atendem o público, ou seja, a sobrecarga de trabalho é uma constante e o movimento é tanto, que na semana passada, a regional do Santander enviou dois funcionários (um de Botucatu e outro de Bauru) para ajudar na alta demanda dessa agência.
Para o Sindicato, essa medida é paliativa. O Santander não precisa deslocar funcionários de outra cidade, mas sim contratar novos funcionários. Solicitar que funcionários de outras cidades cubram o trabalho na agência de Avaré só vai piorar o funcionamento das outras agências da região em que emprestaram os bancários, já que todas estão com quadro reduzido de funcionários.

A sobrecarga de trabalho e a pressão de cumprir as atribuições extras o mais rápido possível, tendo que deixar de lado suas próprias funções, atrasando seu horário de almoço e horário de saída, resultam em adoecimento.

Já para a população, essa falta de funcionários também é cruel, já que as filas e o tempo para atendimento estão cada vez maiores. Essa agência do Santander em Avaré, possui apenas um caixa para atendimento, por isso, as reclamações dos clientes são constantes.

O Santander comunicou o Sindicato que está realizando uma contratação para Avaré, prevista para o dia 1 de agosto. A avaliação da entidade é que é necessário mais duas para sanar os problemas locais.

Caos em Avaré
O Sindicato visitou as agências da cidade e mesmo não sendo dia de pico, encontrou grandes filas e falta de funcionários também no Itaú, Bradesco, Caixa e Banco do Brasil, o que deixa claro a falácia que é o discurso dos banqueiros de que o movimento nas agências diminuiu.

Notícias Relacionadas

Em 5 anos, principais bancos do país fecharam mais de 4 mil agências

Banco do Brasil 21/06/2022

Santander terceiriza setor de investimentos e bancários são “convidados” a pedir demissão

Santander 13/06/2022

Deputados federais devem participar de audiência pública sobre abertura de bancos aos sábados e domingos, nesta quarta-feira

Banco do Brasil 08/06/2022

Newsletter