SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

Banco do Brasil exige retorno presencial até mesmo de trabalhadores do grupo de risco

26/11/2021

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

O Banco do Brasil começou a convocar os funcionários do grupo de risco, exceto as gestantes, para o retorno ao trabalho presencial. A medida foi colocada em prática sem nenhuma negociação com o movimento sindical.

Segundo o banco, a volta está sendo gradativa, observando os percentuais mínimos de 50% (novembro), 75% (primeira quinzena de dezembro) e 100% (até o final de dezembro). Ainda de acordo com o comunicado, todos bancários deverão completar o ciclo vacinal contra a Covid-19.

Fiocruz

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) procurou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para questionar se a medida do BB, em convocar funcionários do grupo de risco, estava correta. Diante da questão, a Fiocruz afirmou que as pessoas de grupo de risco poderiam voltar ao trabalho presencial, no atual cenário da pandemia, mas mediante a orientação de um médico assistente.

Após essa resposta, integrantes do Comando Nacional dos Bancários e a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), durante  reunião, cobraram um posicionamento da direção do banco,

Além disso, os representantes dos trabalhadores alertaram que o Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial, que proíbe descomissionamentos por produtividade enquanto durar a pandemia, deve continuar sendo cumprido. O Acordo também prevê anistia de 10% do saldo total de horas negativas a compensar e prazo de compensação de horas negativas de 18 meses.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região denuncia que apesar do Banco do Brasil ter divulgado esse comunicado, ele mesmo não respeitou a convocação gradativa, pois todos os trabalhadores que estavam em home office foram chamados para retornar ao trabalho presencial na próxima segunda-feira, 29, dia em que o banco também retornará ao seu horário de funcionamento normal, das 10h às 16h.

Para a entidade isso é um erro, pois não houve tempo para esses trabalhadores se adaptarem a nova realidade. Além disso, como se tratam de pessoas que fazem parte do grupo de risco, cada caso deveria ser analisado individualmente, respeitando o nível de gravidade da comorbidade.

Ação no RS

O Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul ganhou na Justiça uma ação coletiva contra o Banco do Brasil, que pedia justamente para que fosse suspenso o retorno dos funcionários do grupo de risco ao trabalho presencial. A entidade alegou que o banco estava descumprindo o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) relativo à pandemia.

O Sindicato está a disposição para fazer esta discussão na nossa base, caso alguém tenha interesse, através do WhatsApp: (14) 99868-4934.

 

 

Notícias Relacionadas

Novos casos de Covid-19 estão confirmados e BB de Avaré ficará fechado hoje para higienização

Banco do Brasil 27/01/2022

Sindicato volta a fechar agências por falta de ar condicionado em Bauru

Banco do Brasil 25/01/2022

Sindicato tem reunião hoje com a Fenaban para discutir protocolo de Covid-19

Banco do Brasil 24/01/2022

Newsletter