SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

Sindicato protesta contra três novas demissões no Bradesco

Banco "brinca" com os bancários ao afirmar que não irá mais demitir sem justa causa e dias depois, volta a demitir

04/12/2020

Bancos: Bradesco

Compartilhe:

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região realizou nesta sexta-feira (4), um protesto em frente a agência do Bradesco no Jardim Bela Vista, contra as demissões sem justa causa no banco. Com personagens de desenhos e palhaço, diretores da entidade denunciaram à população a postura do banco que “brinca” com os bancários, ao enganá-los que não haveria mais desligamentos.

Apenas 15 dias após reunião com o Sindicato, onde o Bradesco afirmou que a reestruturação no banco com demissões sem justa causa havia acabado, o banco demitiu mais três funcionários injustamente.

Na semana passada, um bancário com 10 anos de banco e outro com mais de 10 anos de serviço – com histórico de doenças ocupacionais e que já havia sido reintegrado pelo Sindicato após demissão injusta – foram demitidos.

A outra demissão, foi a de uma bancária com 24 anos de banco e que estava a menos de um ano da estabilidade pré-aposentadoria. A demissão da trabalhadora aconteceu após ela entrar em contato com a Regional do Bradesco, solicitando sua transferência de agência.

Campeão em demissões

No dia 23 de outubro, o Sindicato realizou um protesto em frente à agência do Bradesco localizada na esquina das ruas Ezequiel Ramos e Agenor Meira, no piso superior do prédio fica a Superintendência Regional do banco, para denunciar o processo de demissão em massa que o banco estava promovendo. Para chamar a atenção da população, o Sindicato exibiu sobre uma mesa os troféus que o banco “conquistou” nessa pandemia: campeão de demissões, campeão de assédio e campeão de insensibilidade, já que muitas demissões foram efetuadas por telegrama ou e-mail.

Somente em Bauru, foram 16 demissões nos últimos meses e agora, com as novas três demissões, o número de trabalhadores que perderam seu emprego chega a 19.

Para o Sindicato, essas demissões são inaceitáveis! Apesar do banco afirmar na reunião com a entidade que só aconteceriam “demissões pontuais” a partir daquele dia, essas demissões que ocorreram nos últimos dias não se configuram “pontuais”, mas sim, cruéis e injustas. A entidade já está dando apoio jurídico aos demitidos e buscará a reintegração de todos.

É inadmissível que o Bradesco continue tirando o emprego de trabalhadores que estão na linha de frente do atendimento ao público durante a pandemia do novo coronavírus, correndo risco de contágio e sobrecarregados com tamanha demanda de trabalho.

Além disso, é revoltante que o banco tenha colocado na rua uma bancária prestes a se aposentar, um bancário com uma década de de banco e outro trabalhador que prestou mais de dez anos de serviço e adoeceu após tanta pressão, metas inatingíveis e sobrecarga de trabalho.

Notícias Relacionadas

BB, Itaú, Bradesco e Santander começam vacinação contra a gripe H1N1

Banco do Brasil 19/04/2021

Finalmente! Fenaban vai apresentar proposta de protocolo para a pandemia

Banco do Brasil 14/04/2021

Quatro agências de Santa Cruz do Rio Pardo têm casos de Covid-19

Banco do Brasil 13/04/2021

Newsletter