SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Sindicato acompanha audiência sobre quebra de caixa para avaliadores da CEF

Entidade já obteve sucesso em ações coletivas que pediam a verba para os caixas e tesoureiros

27/12/2019

Bancos: Caixa Econômica Federal

Compartilhe:

No dia 12, os diretores do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, Alexandre e Maria Emília, e João Vitor Petenuci, advogado da entidade, acompanharam a audiência da ação coletiva que pleiteia a verba “quebra de caixa” para os avaliadores executivos (e/ou avaliadores, avaliadores de penhor, dentre outras nomenclaturas para o mesmo cargo) da Caixa Econômica Federal.

Para o Sindicato, a quebra de caixa é uma coisa e a gratificação de função é outra, bem distinta: a gratificação remunera a maior responsabilidade do cargo (em relação ao cargo de escriturário ou de técnico bancário, por exemplo); já a quebra de caixa remunera o risco inerente ao manuseio de numerário, pois o bancário que exerce essa atividade está sujeito a ter de cobrir eventuais diferenças de valores.

A entidade já obteve sucesso em ações coletivas que pediam a quebra de caixa para os caixas e tesoureiros do banco público de Bauru e Itatinga. Há também processos tramitando nas varas do Trabalho de Avaré (julgada improcedente em primeira instância), de Itararé, de Lençóis Paulista e de Santa Cruz do Rio Pardo (estes três processos já foram julgados procedentes pelo TRT). Assim, espera ter o mesmo sucesso agora com os avaliadores executivos.

Desde a reforma trabalhista, o Sindicato tem ajuizado um número cada vez maior de ações coletivas. Essa iniciativa é uma das razões pelas quais a Fenaban quer que seja assinado um acordo aditivo à Convenção atual, obrigando os sindicatos a procurá-la antes de qualquer ajuizamento.

Notícias Relacionadas

Negociação com a CEF: Sindicato vai a Brasília para discutir reivindicações dos bancários

Caixa Econômica Federal 18/07/2024

Caixa anuncia nova reestruturação, com fechamento de 128 agências

Caixa Econômica Federal 01/07/2024

Caixa se nega a ouvir movimento sindical e encerra negociações sobre redução de jornada de empregados com filhos ou dependentes PcD

Caixa Econômica Federal 26/06/2024

Newsletter