SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Procurador do TCU pede afastamento de presidentes da Caixa e do Banco do Brasil por abuso de poder

Foto: Reprodução/ Instagram

Compartilhe:

O procurador Lucas Furtado, do Tribunal de Contas da União (TCU), pediu na quarta-feira (8), o afastamento dos presidentes da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro. O pedido foi encaminhado à presidente do órgão, Ana Arraes.

Justificando o pedido, Furtado argumenta que os presidentes da CEF e do BB teriam cometido abuso de poder no caso do manifesto assinado por diversas entidades, inclusive pela Federação dos Bancos Brasileiros (Febraban), pedindo alinhamento entre os três Poderes. Na ocasião, há denúncias de que Pedro Guimarães e Fausto Ribeiro ameaçaram sanções contra outras instituições que assinassem o documento (veja aqui).

“É clara afronta aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e afronta à Lei das Estatais”, afirmou o procurador.

Ainda de acordo com Furtado, a postura dos presidentes teria demonstrado “o motor das decisões tomadas na condução das instituições que dirigem possui forte viés político, em afronta ao esperado zelo pelo interesse público e não do governo de plantão”.

Guimarães e Flávio Bolsonaro

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, participou do ato pró governo, que teve pautas antidemocráticas e causou aglomerações de bolsonaristas que não utilizavam máscaras de proteção, no dia 7, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Em uma foto publicada em suas redes sociais, Guimarães aparece abraçado à Flávio Bolsonaro, sorrindo, sem máscara de proteção, em cima de um trio elétrico, durante o ato.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, a decisão do procurador do TCU em pedir o afastamento dos presidentes da Caixa e do BB está correta, afinal, Guimarães e Ribeiro estão unidos à Jair Bolsonaro e só atuam em defesa desse desgoverno, enfraquecendo ainda mais os bancos públicos. Inaceitável!

 

 

Notícias Relacionadas

Sindicato reforça denuncia ao MPT sobre casos de assédio moral na Caixa

Caixa Econômica Federal 19/09/2022

Empregados da Caixa foram “convidados” a participar de desfile do 7 de setembro em Brasília em apoio ao governo Bolsonaro

Caixa Econômica Federal 12/09/2022

Caixa enrolou negociações durante 10 mesas

Caixa Econômica Federal 06/09/2022

Newsletter