SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Portal do Inferno do Bradesco: Banco demite mais dois funcionários; Sindicato protesta

17/08/2022

Bancos: Bradesco

Compartilhe:

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região realizou nesta quarta-feira, dia 17, um protesto contra as demissões que ocorreram nos últimos dias no Bradesco. A manifestação, que teve um “Portal do Inferno” na entrada da agência do Bradesco, localizada na Ezequiel Ramos, em Bauru, contou com um ator vestido de demônio, denunciando o “inferno” que os trabalhadores têm de enfrentar no banco: adoecimento, assédio, ameaças de demissão, sobrecarga de trabalho, metas abusivas e demissão injustificada.

Na semana passada, o Bradesco voltou a demitir um bancário que havia sido desligado sem justa causa em junho de 2021, durante o período de estabilidade, e que foi reintegrado em agosto do mesmo ano, após liminar conquistada pelo Sindicato.

Além dele, o Bradesco demitiu sem justa causa uma bancária que havia acabado de voltar de licença médica. A trabalhadora, que tinha 12 anos de banco, ainda está em tratamento, por conta de transtornos mentais.

Para o Sindicato, as demissões injustificadas são uma afronta aos trabalhadores, principalmente aquelas que têm acontecido durante a campanha salarial da categoria, que está em percurso.

Fora isso, o Sindicato denuncia que a agência da Ezequiel, onde os dois bancários foram demitidos, tem registrado todos os dias grandes filas e demora no atendimento, ou seja, não tem sentido reduzir o quadro de funcionários, já que a medida vai piorar ainda mais a situação da unidade, tanto para os clientes, quanto para os trabalhadores que estão sobrecarregados.

Adoecimento mental na categoria

Desde 2013, transtornos mentais e comportamentais passaram a ser a principal causa de afastamentos na categoria bancária. De 2012 a 2021, eles foram responsáveis por 5% dos afastamentos por acidentes de trabalho (auxílio previdenciário B-91), e 10% dos afastamentos por doenças comuns (B-31), nos Grupos Econômicos em Geral (conjunto total dos trabalhadores brasileiros).

Porém, no mesmo período, em todo setor econômico (bancos e as financeiras), os transtornos mentais representaram 39% dos afastamentos por acidentes/doenças do trabalho e 29% dos afastamentos não reconhecidos como acidente ou doença do trabalho.

Confira as fotos do protesto, clique aqui.

Notícias Relacionadas

Confira as datas de pagamento da PLR dos bancos privados

Bradesco 13/09/2022

Sindicato realiza protesto na regional do Bradesco em Marília, após 5 demissões sem justa causa

Bradesco 08/09/2022

DEU NA IMPRENSA – “Fechamento de agências bancárias dificulta atendimento no centro-oeste paulista”

Bradesco 19/08/2022

Newsletter