SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

MPF aciona Justiça para que Caixa repare R$ 5 bilhões aos aposentados da Funcef

23/06/2022

Bancos: Caixa Econômica Federal

Compartilhe:

O Ministério Público Federal (MPF) acionou a Justiça para que aposentados do fundo de pensão da Funcef (Fundação dos Economiários Federais) recebam R$ 5 bilhões da Caixa Econômica.

A ação – resultado da Operação Greenfield, que investiga desvio de fundos de pensão, estimados em R$ 8 bilhões – denuncia a responsabilidade da Caixa no rombo e os prejuízos aos beneficiários, “principais vítimas dos delitos praticados” pelo banco.

“Em razão de influências políticas, foram escolhidas pela CEF pessoas para exercer cargos-chave na Funcef, visando a permitir a instrumentalização deste fundo de pensão na escolha de investimentos que atendiam a interesses de grupos políticos dominantes, e que teriam sido rechaçados caso tivessem sido escolhidos diretores realmente diligentes e preocupados com o patrimônio da Fundação”, escreve o procurador.

O MPF cobra que a Caixa pague – em sede de antecipação de tutela R$ 5 bilhões para o abatimento das contribuições extraordinárias que estão sendo cobradas pela Funcef dos aposentados e participantes ativos. Além disso, ressalta que o lucro líquido da Caixa em 2021, divulgado pelo próprio banco, foi superior a R$ 17 bilhões. “Por si só, já seria suficiente para cobrir as parcelas de equacionamento cobradas dos aposentados e participantes da Funcef, que são vítimas dos crimes”, diz a ação.

O Ministério também pede apreciação do caso, “em razão da avançada idade” de muitas das vítimas do esquema. “Terminarão por falecer sem poder ver a reparação dos danos sofridos pela má gestão da Funcef, sofrendo, antes disso, com os incessantes descontos sobre suas aposentadorias”, declara.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, concorda com o MPF. É público e notório os usos indevidos dos fundos de pensão pelos governos petistas. Resultado: equacionamentos por dezenas de anos para, injustamente, os trabalhadores quitarem.

 

Notícias Relacionadas

Justiça condena empresa terceirizada a indenizar família de vigilante morto por Covid-19 que trabalhava na Caixa

Caixa Econômica Federal 29/07/2022

MPT abre inquérito civil contra Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa, por denúncias de assédio sexual

Caixa Econômica Federal 28/07/2022

Caixa se compromete a contratar candidatos já convocados e com exames médicos aptos

Caixa Econômica Federal 28/07/2022

Newsletter