SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Itaú demite funcionários adoecidos e dirigentes sindicais, na Colômbia

21/06/2022

Bancos: Itaú

Compartilhe:

O Itaú demitiu 190 funcionários no ano passado e mais 130 neste ano, na Colômbia, segundo denúncia da Unión Nacional de Empleados Bancarios (Uneb).

No começo do mês, o banco anunciou que o Ministério do Trabalho local já está ciente de que a instituição desligará outros 288 trabalhadores. De acordo com a Uneb, vários desses trabalhadores possuem estabilidade por questão de saúde ou por estarem em funções sindicais, que têm garantia de emprego por força constitucional.

Assédio moral na rescisão 

A Uneb, em nota conjunta do presidente Juan Francisco Sanchez e da secretária geral María Consuelo Bautista, denunciou ainda que o Itaú tem cometido assédio moral contra os funcionários demitidos ao forçá-los a assinar a rescisão com a informação falsa de que o desligamento ocorreu de modo pacífico e consensual.

Para protestar contra esse ataque, várias organizações sindicais do país estão se organizando, junto a Uneb, para dar apoio aos funcionários demitidos e para cobrar do Ministério do Trabalho uma postura que barre essa situação.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região se solidariza com os trabalhadores da Colômbia e repudia as demissões em massa e a perseguição aos sindicalistas. A prática do Itaú de atentar contra os direitos dos trabalhadores previstos na Convenção Coletiva e contra o direito de associação é vista em todo o mundo e precisa ser combatida!

Notícias Relacionadas

Confira as datas de pagamento da PLR dos bancos privados

Bradesco 13/09/2022

Com novo programa, “VAI” ter mais demissões no Itaú

Itaú 08/09/2022

Bancários do Itaú podem compensar horas negativas até 31 de dezembro

Itaú 26/08/2022

Newsletter