SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Governo quer R$ 150 bilhões com privatizações este ano

BB DTVM, lucrativa gestora de fundos do BB, está entre os 300 ativos que Bolsonaro pretende vender

27/01/2020

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

No último dia 14, o Ministério da Economia anunciou que o governo pretende vender cerca de 300 ativos públicos ainda neste ano. O anúncio foi feito por Salim Mattar, o secretário-especial de Desestatização e Desinvestimento.

A meta da equipe econômica de Bolsonaro inclui empresas controladas pelo governo, como a Eletrobras, além de subsidiárias, coligadas e participações societárias. Com as transações, o governo espera obter R$ 150 bilhões.

Embora na ocasião Salim Mattar tenha afirmado que Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobras não serão privatizados, a verdade é que essas empresas estão sendo vendidas em fatias. Os Correios estão na lista de privatização, mas sua venda está prevista para o fim de 2021.

BB DTVM

A BB DTVM também está à venda. O objetivo é vender mais de 50% da gestora de fundos do BB para um comprador estrangeiro.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, a “parceria” com um banco estrangeiro corresponderá, na prática, à privatização da BB DTVM.
Segundo uma reportagem publicada dia 23 no jornal Valor Econômico, “o modelo é parecido com o adotado pelo BB no banco de investimentos”, que firmou parceria com o suíço UBS.

Notícias Relacionadas

Reunião com diretoria do Economus no Sindicato termina sem nenhuma resolução

Banco do Brasil 01/07/2022

Sindicato ajuíza ação para que BB pague a multa fundiária e metade do aviso prévio aos aposentados que aderiram ao PAQ e PDE

Banco do Brasil 30/06/2022

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

Newsletter