SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

FGTS sofreu calote de R$ 2 bi em programa de microcrédito da CEF criado por Bolsonaro

15/08/2023

Bancos: Caixa Econômica Federal

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) levou um calote de R$ 2,3 bilhões após fornecer recursos para um programa de microcrédito da Caixa Econômica Federal criado pelo então presidente Jair Bolsonaro às vésperas da campanha eleitoral de 2022.

O SIM Digital, por meio do aplicativo Caixa Tem, oferecia empréstimos de até R$ 1.000 para pessoas físicas, inclusive a quem estava com o nome sujo, e até R$ 3.000 para microempreendedores individuais. Foram emprestados R$ 3 bilhões. O valor não pago corresponde a R$ 2,3 bilhões (um quinto desse número é prejuízo da Caixa, o que representa R$ 460 milhões).

O que diz a CEF

O banco afirmou que “em junho deste ano, as operações [do SIM Digital] foram suspensas, evitando novos prejuízos aos trabalhadores (FGTS)”.

O programa de microcrédito é investigado por auditoria interna da Caixa, assim como o consignado do Auxílio Brasil.
FGM

O FGTS colocou R$ 3 bilhões no FGM (Fundo Garantidor de Microfinanças) no primeiro trimestre de 2022 e conseguiu recuperar cerca de R$ 1 bilhão em julho deste ano, contudo, o restante foi perdido. A decisão para o aporte veio em uma medida provisória e não passou pelo Conselho Curador do FGTS, formado por representantes do governo, dos trabalhadores e de instituições patronais.

A lei que criou o programa de microcrédito dizia que “o FGM não disporá de qualquer tipo de garantia ou aval por parte da União”.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, é inaceitável que Bolsonaro e o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, sigam impunes após causar prejuízos tanto para o banco público quanto para os trabalhadores brasileiros.

Notícias Relacionadas

Caixa registra lucro de R$ 2,9 bilhões no 1º trimestre, mas reduz 168 postos de trabalho

Caixa Econômica Federal 23/05/2024

Eleições Funcef 2024: Fabiana Matheus é eleita como suplente do Conselho Deliberativo

Caixa Econômica Federal 14/05/2024

Inundações no RS: Empregados da Caixa têm direito a adiantamento emergencial de até 10 salários

Caixa Econômica Federal 08/05/2024

Newsletter