SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Ex-presidente da Caixa Seguridade é denunciada por assédio moral contra empregados

30/08/2022

Bancos: Caixa Econômica Federal

Compartilhe:

A ex-presidente da Caixa Seguridade e futura presidente da Caixa Corretora, Camila Aichinger, foi citada por quatro vezes na corregedoria do banco, após ser denunciada por praticar assédio moral contra empregados.

O jornal Folha de S. Paulo teve acesso a duas das quatro denúncias e também conversou com outras duas pessoas sob condição de anonimato. Os relatos contam que Camila utilizava de xingamentos, abusos verbais e humilhação em público. “Não eram situações pontuais ou esporádicas. Era um comportamento constante de gritos, xingamentos e ameaças, por qualquer motivo”, afirmou uma denunciante.

Segundo as vítimas, os gritos da ex-presidente da Caixa Seguridade eram tão altos que era possível escutar o que era dito de fora da sala mesmo com a porta fechada. Os xingamentos eram semelhantes aos que eram feitos por Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa. Ao menos dois denunciantes afirmam que os abusos se reverteram em sintomas físicos, com ataques de pânico e necessidade de licenças médicas.

Durante a gestão de Guimarães, Aichinger passou, em menos de quatro anos, de gerente regional no Paraná para uma vice-presidência do banco. Além disso, seu salário mensal pulou de cerca de R$ 25 mil para mais de R$ 130 mil, somando os vencimentos na Caixa e as participações em pelo menos sete conselhos.

A CEF não comentou os casos de assédio moral afirmando que, “por imposição legal, não divulga informações relacionadas a procedimentos correcionais”.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, a corregedoria da Caixa deve abrir um processo formal contra Aichinger e enquanto a investiga, deve afastá-la do cargo que assumirá em breve. Afinal, a Caixa Corretora fica no mesmo andar da Caixa Seguridade e as vítimas terão que conviver com a executiva novamente.

(Na foto, protesto realizado pelo Sindicato em julho, contra os casos de assédio sexual e moral praticados por Pedro Guimarães, ex-presidente do banco. Relatos das vítimas foram impressos em cartazes e colados por toda unidade.)

Notícias Relacionadas

Sindicato reforça denuncia ao MPT sobre casos de assédio moral na Caixa

Caixa Econômica Federal 19/09/2022

Empregados da Caixa foram “convidados” a participar de desfile do 7 de setembro em Brasília em apoio ao governo Bolsonaro

Caixa Econômica Federal 12/09/2022

Caixa enrolou negociações durante 10 mesas

Caixa Econômica Federal 06/09/2022

Newsletter