SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Economus segue irredutível e nova reunião com o BB pode acontecer na quarta-feira, 6

05/04/2022

Compartilhe:

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, juntamente com representantes do movimento sindical de Rio Claro, Ribeirão Preto, Barretos, São Paulo, da Associação Independente dos Participantes do Economus (AIPE) e da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (Fetec), se reuniram com a governança do Economus (Diretoria Executiva e Conselhos Deliberativo e Fiscal) na segunda-feira (4), em São Paulo, para discutir sobre a extinção do plano Novo Feas.

Na reunião, apesar do movimento sindical comprovar os severos malefícios da extinção do plano de saúde na vida dos aposentados oriundos da Nossa Caixa – comprometendo, inclusive, tratamentos de doenças crônicas e graves – e destacando que Economus Futuro é inviável, por conta dos reajustes trimestrais e do sucateamento da rede de atendimentos, o Economus seguiu irredutível e não aceitou as reivindicações dos representantes de suspender a medida e o congelar as mensalidades até que se chegue a um acordo com o Banco do Brasil .

Tutela de urgência

Sobre a tutela de urgência conquistada pela Associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas do Banco Nossa Caixa (AFACEESP) na Justiça do Trabalho, que determinou que o Economus e o Banco do Brasil se abstenham de descontinuar ou extinguir o plano Novo Feas, a governança afirmou que ainda não sabe como irá cumprir a decisão judicial, visto que o fundo do Novo Feas não tem mais dinheiro. Diante disso, até o momento, somente beneficiários da ação coletiva irão continuar com o plano.

Os representantes dos trabalhadores reiteraram que a governança tem responsabilidade com todos os associados, então seu papel é defendê-los, o que não tem acontecido desde que o BB incorporou a Nossa Caixa.

O presidente do Conselho Deliberativo, indicado pelo BB, declarou que o Economus não tem como obrigar o banco a negociar, e que as reivindicações deveriam ser encaminhadas ao próprio banco. À vista disso, os representantes dos trabalhadores propuseram que fosse realizada uma nova reunião, com a participação do diretor de gestão de pessoas e gerente de unidade responsável pelas entidades patrocinadas pelo BB. A expectativa é de que a nova reunião aconteça na quarta-feira, dia 6.

Notícias Relacionadas

Nota de falecimento: Luiz Alberto Hoshino, bancário aposentado do BB

Banco do Brasil 29/09/2022

Bancários alcançaram R$ 23.564,98 em verbas relacionadas à alimentação em 2022

29/09/2022

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Newsletter