SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Caixa se compromete a contratar candidatos já convocados e com exames médicos aptos

28/07/2022

Bancos: Caixa Econômica Federal

Crédito: Freepik

Compartilhe:

A Caixa Econômica Federal, durante negociações com a CEE/Caixa (Comissão Executiva dos Empregados), se comprometeu em dar continuidade das fases do processo de contratação, previsto em edital, dos candidatos já convocados e com exames médicos aptos.

A Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais) autorizou a Caixa a contratar mais empregados até completar um quadro de 87.544 trabalhadores. Atualmente, o banco possui 86.907 empregados.

De acordo com a CEE/Caixa, o banco possui mais de 142 milhões de clientes e 220 milhões de contas bancárias. Em média, cada empregado é responsável pelo atendimento de 1.700 clientes. Ou seja, mesmo com as novas contratações, a sobrecarga de trabalho ainda será um problema, sendo necessária a contratação de aproximadamente 30 mil empregados para atender toda demanda de serviço.

GDP

A Caixa aceitou discutir o GDP (Programa de Gestão de Desempenho de Pessoas). O movimento sindical destacou ao banco que a forma como o programa está sendo utilizado estimula a prática de assédio moral e tem contribuído para o adoecimento dos trabalhadores. O tema será tratado novamente em outra ocasião.

Seleção interna (PSI) 

Os representantes dos trabalhadores também questionaram o banco sobre as travas nos processos de seleção interna (PSI). A Caixa, por sua vez, informou que desde novembro de 2020 não existem mais travas que impedem a ascensão profissional e se comprometeu a melhorar a comunicação e encontrar formas para que isso não volte ocorrer.

Com relação aos optantes pelo REG/Replan não saldado, o banco disse que estes estavam cientes da impossibilidade quando fizeram a opção. No entanto, os representantes dos empregados discordaram, ressaltando que no momento da opção o documento dizia que não haveria empecilhos à ascensão na carreira, ou travas às seleções internas.

Demais temas

A reunião também tratou sobre descomissionamento arbitrário, a incorporação de função gratificada e o fim da designação por minuto para as funções de caixa, tesoureiro e avaliador de penhor. O banco se negou a retomar a incorporação das gratificações de função e disse que os descomissionamentos ocorrem quando há motivação, classificando-os como desligamentos motivados.

Sobre a designação por minuto, o banco concordou em debater o tema e irá agendar uma reunião específica para tratar do assunto.

Os representantes também solicitaram o retorno das áreas de logística e gestão de pessoas nos estados/regiões, e a mudança para jornada de quatro dias semanais, entre segunda e sexta-feira, sem redução de salários.

 

Notícias Relacionadas

Sindicato reforça denuncia ao MPT sobre casos de assédio moral na Caixa

Caixa Econômica Federal 19/09/2022

Empregados da Caixa foram “convidados” a participar de desfile do 7 de setembro em Brasília em apoio ao governo Bolsonaro

Caixa Econômica Federal 12/09/2022

Caixa enrolou negociações durante 10 mesas

Caixa Econômica Federal 06/09/2022

Newsletter