SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

BB apresenta nova proposta para acordo de trabalho remoto

26/11/2020

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

O Banco do Brasil apresentou nessa quarta-feira, dia 25, uma proposta melhorada para o acordo coletivo de trabalho remoto, e os representantes do movimento sindical que negociaram as cláusulas do ACT já recomendam sua aprovação. O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região vai divulgar em breve a data de sua assembleia.

Segundo a Contraf/CUT, “o acordo só vale para depois que acabar a pandemia”, e “o banco aceitou começar a pagar [a ajuda de custo] assim que o decreto de Estado de Calamidade perder a validade”.

O Estado de Calamidade vai até 31 de dezembro, mas, se for estendido, será estendido também o atual Acordo Emergencial de Teletrabalho do BB já aprovado, e o novo acordo será adiado.

Abaixo, o resumo da proposta, segundo divulgado pela Contraf.

 Definição de trabalho remoto

Toda e qualquer prestação de serviços realizada remotamente, de forma preponderante ou não, fora das dependências do banco ou em local diferente do de lotação do funcionário, com a utilização de tecnologias da informação e comunicação.

Modalidades do trabalho remoto

O trabalho remoto no BB poderá ocorrer:

a) Na residência do funcionário, o qual se denomina home office;

b) Em outras dependências do banco, empresas parceiras ou em coworkings (espaços colaborativos) internos, o qual se denomina on office.

Excepcionalmente, há a possibilidade da realização do trabalho remoto fora da praça de lotação, por interesse do funcionário, sendo necessária a autorização do comitê da unidade gestora.

Equipamentos para o trabalho remoto

a) Equipamento eletrônico corporativo (desktop ou notebook);

b) Acessórios (mouse, teclado, headset);

c) Cadeira ergonômica.

Ajuda de custo

a) R$ 80,00/mês para funcionários que atuem em mais de 50% dos dias úteis do mês e tenham aderido ao trabalho remoto, na modalidade home office.

Outros itens do acordo

  • Facultatividade: A adesão ao teletrabalho deve ser facultativa ao funcionário;
  • Controle de jornada: O banco implantará um sistema de controle da jornada, para evitar que haja excesso de trabalho e “pedidos” fora do expediente;
  • Desconexão: Serão dadas instruções e orientações para desconexão em horários fora do expediente;
  • Manutenção dos equipamentos: será de responsabilidade do banco;
  • Preocupação com a saúde: Além de oferecer equipamentos ergonômicos, o banco se compromete a manter cuidados especiais com a saúde dos funcionários que exercerem suas atividades em home office;
  • Violência doméstica: Conforme estabelecido na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, o banco criará uma Central de Atendimentos para as bancárias vítimas de violência doméstica;
  • Auxílio refeição e alimentação e vale transporte: Serão mantidos os direitos aos vales refeição e alimentação e ao vale-transporte;
  • Acompanhamento pelo sindicato: Os sindicatos terão acesso aos funcionários que exercerem seus trabalhos fora das dependências do banco.

Notícias Relacionadas

Sindicato realiza assembleia para deliberar paralisação por um dia de todas agências do BB

Banco do Brasil 22/01/2021

Participe!

Sindicato segue visitando agências contra a reestruturação do BB

Banco do Brasil 21/01/2021

Dia Nacional de Lutas contra a reestruturação do Banco do Brasil é amanhã, dia 21!

Banco do Brasil 20/01/2021

Funcionários do BB e movimento sindical definem calendário de mobilizações

Newsletter