SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Bancário do BB é agredido por cliente com golpes de capacete

09/02/2022

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

Um bancário da agência central do Banco do Brasil da cidade de Uberaba (MG) foi agredido a golpes de capacete por um cliente, no dia 1º de fevereiro.

Insatisfeito com a demora no atendimento e queda do sistema, antes de partir para cima do trabalhador, o agressor tentou quebrar equipamentos da agência. O local não possuía portas giratórias, circunstância que facilitou a entrada do agressor com o capacete.

Precarização

Infelizmente, esse não é o primeiro caso de agressão a um funcionário do Banco do Brasil. Casos de violência como esse são recorrentes em todo o país, após os bancos transformarem as agências em unidades de negócio, retirando portas giratórias e até mesmo os vigilantes. Em Bauru, inclusive, um bancário da agência Rui Barbosa, localizada no Centro da cidade, foi agredido por um cliente em abril de 2021. A agência também não possuía portas giratórias.

Após tomar ciência do caso, na época, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região repudiou a falta do dispositivo na agência e cobrou do banco a urgente instalação do item, para que o controle de acesso fosse devidamente realizado e os trabalhadores pudessem exercer suas funções em segurança. Por conta dessa intervenção da entidade somada a diversas solicitações dos próprios trabalhadores, o Banco do Brasil instalou no começo deste ano, portas giratórias na agência Rui Barbosa, onde a agressão aconteceu (veja foto).

Para o Sindicato, a precarização da segurança nas agências do BB coloca gravemente em risco a vida dos trabalhadores das unidades, usuários e clientes, em troca de redução de custos para o banco. Além disso, é preciso destacar que a insatisfação dos clientes com a demora no atendimento é consequência da falta de funcionários para atender toda demanda, ou seja, enquanto essa situação perdurar, mais casos de violência contra os bancários podem acontecer.

Portas giratórias protegem os trabalhadores das agências bancárias, clientes e usuários

 

 

Notícias Relacionadas

Nota de falecimento: Luiz Alberto Hoshino, bancário aposentado do BB

Banco do Brasil 29/09/2022

Chega de assédio moral! BB de Avaré ganha festa do Sindicato após transferência de gestor

Banco do Brasil 23/09/2022

Sindicato conquista Cassi a aposentado oriundo do Nossa Caixa

Banco do Brasil 21/09/2022

Newsletter