SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

ABUSO: além de querer obrigar os bancários a trabalhar de sábado, Santander não quer pagar horas extras

27/01/2022

Bancos: Santander

Compartilhe:

Atualizada em 08/02

A campanha “Desendivida”, promovida pelo Santander, começou de forma totalmente equivocada no último sábado (22). Apesar de 93% dos bancários serem contra o trabalho de sábado, o banco violou os acordos coletivos da categoria bancária e convocou os bancários ao trabalho no final de semana.

Pior, o Santander não quer efetuar o pagamento de horas extras e pretende realizar apenas a compensação de horas, baseado no acordo individual de trabalho. Por isso, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região prepara ação para obrigar o banco a efetuar o pagamento do trabalho no sábado, que será ajuizada nos próximos dias.

Importante explicar que a inclusão da possibilidade da categoria bancária ter um banco de horas foi criada na Reforma Trabalhista de Temer, em 2017, sem nenhum diálogo com a categoria, nem com os movimentos sindicais. Na visão da entidade, o banco de horas é um verdadeiro abuso passível de ser questionado juridicamente.

Na semana passada, o Sindicato conseguiu uma tutela de urgência e determinou que o Santander não convoque seus funcionários para trabalhar no último sábado, dia 22. A multa, em caso de descumprimento da decisão, é de R$ 500 mil. No entanto, decisão foi derrubada na Justiça dias depois.

Diretores da entidade, Maria Emília, Pedro Valesi, Alexandre Morales e Paulo Tonon foram protestar contra abertura do Santander no sábado, 22

Notícias Relacionadas

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Assembleia sobre acordo aditivo do Santander e PPRS acontece nesta segunda, dia 26. Participe!

Santander 26/09/2022

Santander paga adicional do VA no dia 30, junto com a primeira parcela da PLR

Santander 22/09/2022

Newsletter