SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

CPI da Covid não vai prejudicar Bolsonaro, diz senador Ciro Nogueira a empresários e banqueiros

30/04/2021

Foto: Reprodução/Redes sociais

Compartilhe:

Durante reunião em São Paulo com empresários e banqueiros na quarta-feira (28), o senador Ciro Nogueira (PP-PI) afirmou que a CPI da Covid-19 não vai dar em nada para o presidente Jair Bolsonaro.

A CPI, que irá apurar ações e omissões do governo Bolsonaro durante a pandemia de coronavírus e tratará de repasses de verbas federais para estados e municípios, é integrada por Ciro, que é um dos principais defensores do governo no Senado.

Aos acionistas e executivos de bancos como Bradesco, Itaú e BTG, além de varejistas e industriais, que participavam da reunião, Ciro afirmou que empresários e a imprensa estão exagerando o poder do senador Renan Calheiros (MDB-AL) como relator da CPI, pois mesmo que ele faça um relatório reunindo graves acusações contra o presidente, a bancada do governo apresentará um relatório divergente e ainda que o relatório de Calheiros seja aprovado, nada acontecerá a Bolsonaro, inclusive o impeachment.

Essa certeza de Ciro pode ser explicada por conta do fato de que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), não permitirá que nenhum pedido de afastamento de Bolsonaro seja discutido.

Ainda na reunião, o senador afirmou aos presentes que Bolsonaro é o político mais bem intencionado que ele já conheceu desde que entrou na política.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, o senador que tanto bajula o presidente – e que já apoiou também os governos de Lula e Dilma – está completamente equivocado. Até mesmo parlamentares bolsonaristas requisitaram explicações das ações e omissões do governo durante a pandemia, o que comprova a insatisfação da grande maioria dos brasileiros com as ações negligentes do presidente.

Apesar dos banqueiros e grandes empresários estarem torcendo para que a investigação não tenha andamento e sucesso, não há como esconder a realidade e defender o indefensável! A conta vai chegar à Bolsonaro e seus comparsas!

 

 

Notícias Relacionadas

Sindicato reintegra um dos cinco bancários que o Bradesco demitiu nos últimos dias

Bradesco 18/05/2021

ERRAMOS: Sindicato divulga errata sobre uso de foto sem crédito ao fotógrafo

18/05/2021

Mortes pelo coronavírus deixam Brasil R$ 165,8 bilhões mais pobre, aponta pesquisa da FGV

17/05/2021

Newsletter