SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

Agência Rui Barbosa do Bradesco, em Bauru, será fechada

26/02/2021

Bancos: Bradesco

Compartilhe:

Nesta sexta-feira (26), o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região foi informado de que a agência Rui Barbosa do Bradesco, localizada no Centro de Bauru, será fechada. A data do fechamento ainda não foi divulgada.

O banco já comunicou, informalmente, o fato aos funcionários e afirmou que pretende aproveitar todos os trabalhadores em outros locais. A partir de março, a abertura de contas será encerrada, mas a agência continuará funcionando até a data de encerramento.

Extinção da função de caixa

O Bradesco também irá extinguir a função de caixa de suas agências. Em Bauru, apenas as agências 013 – localizada na Ezequiel Ramos – e Getúlio continuarão com esse serviço, as demais se transformarão em unidades de negócios.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região é contrário ao fechamento da agência Rui Barbosa, que possui grande movimento de pessoas. Com a agência fechada, os clientes terão que se deslocar para outra unidade, aumentando a demanda de serviço dos funcionários que atendem no outro local e, consequentemente, resultando em sobrecarga de trabalho, aumento de filas e aglomerações.

Além disso, extinguir a função de caixa só fará com que essa situação piore ainda mais, prejudicando os clientes que não terão o serviço e os bancários que serão descartados após a medida.

Somente em 2020, em plena pandemia de coronavírus, o Bradesco fechou 1.083 agências físicas e demitiu 7.754 funcionários. Após essas ações que prejudicaram milhares de trabalhadores e clientes, o banco exibiu uma redução de R$ 3,2 bilhões, ou 6,6%, das despesas operacionais, levando o índice de eficiência operacional a um resultado de 46,3% em 12 meses.

“Adotamos como mantra a austeridade total na estrutura de custos da Organização, inclusive com a consolidação das agências sobrepostas”, explicou o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, à imprensa.

O Bradesco não tem motivos para reduzir custos! Em plena crise econômica e social causada pelo novo coronavírus o banco teve, no ano passado, R$ 19,458 bilhões de lucro líquido recorrente (que exclui efeitos extraordinários).

O Sindicato repudia esses fechamentos e as demissões imotivadas, e não aceitará que o banco demita os funcionários da agência Rui Barbosa e tampouco aqueles que exercem a atividade de caixa.

 

Notícias Relacionadas

BB, Itaú, Bradesco e Santander começam vacinação contra a gripe H1N1

Banco do Brasil 19/04/2021

Finalmente! Fenaban vai apresentar proposta de protocolo para a pandemia

Banco do Brasil 14/04/2021

Quatro agências de Santa Cruz do Rio Pardo têm casos de Covid-19

Banco do Brasil 13/04/2021

Newsletter