SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Após revolta de milhares de brasileiros, Bolsonaro desiste de cortes no Farmácia Popular

16/09/2022

Compartilhe:

Bolsonaro não conseguiu sustentar sua decisão eleitoreira de cortar parte do orçamento do programa Farmácia Popular e transferir esse montante ao orçamento secreto, esquema por meio do qual o governo destina emendas parlamentares, sem transparência, para sustentar sua base de apoio no Congresso. Após grande repercussão negativa, o presidente recuou da medida.

O projeto de Orçamento para 2023 enviado em agosto pelo governo de Jair Bolsonaro ao Congresso previa corte de 59% dos recursos do programa Farmácia Popular, que fornece medicamentos gratuitamente para a população de baixa renda. Ao todo, Bolsonaro tiraria do povo o direito de adquirir 13 tipos diferentes tipos de remédios para diabetes, hipertensão e asma. Além disso, fraldas geriátricas também sofreriam corte. Irresponsável!

A verba para os medicamentos gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões no orçamento de 2022 para R$ 804 milhões no projeto de 2023. Um corte de R$ 1,2 bilhão.

Recuo

Diante da repercussão negativa e temendo efeito eleitoral a menos de 20 dias da eleição, Bolsonaro pediu para a Economia e Saúde reverterem a decisão e reprogramar o orçamento. Segundo Bolsonaro em entrevista à CNN Brasil, se não for possível reverter o corte neste ano, a questão será resolvida no ano que vem.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, se os estrategistas da campanha de Bolsonaro não tivessem alertado o presidente do perigo em perder eleitores após esse corte perverso, jamais ele voltaria atrás em sua decisão. A insensibilidade de Bolsonaro é uma de suas características que mais marcaram seu mandato. Fora!

Notícias Relacionadas

Nota de falecimento: Luiz Alberto Hoshino, bancário aposentado do BB

Banco do Brasil 29/09/2022

Bancários alcançaram R$ 23.564,98 em verbas relacionadas à alimentação em 2022

29/09/2022

Sindicato vence ação e bancária do Santander recebe quase R$ 400 mil por danos materiais e morais

Santander 29/09/2022

Newsletter