SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Terceirizada da Crefisa recebe R$ 23,5 mil para quitar ação judicial

Ação visava enquadrar trabalhadora como financiária

24/09/2019

Compartilhe:

Em fevereiro de 2018, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região acionou a Justiça a pedido de uma trabalhadora que, embora contratada pela Adobe Assessoria de Serviços Cadastrais, atuava em nome da Crefisa.

Ela foi contratada pela Adobe em abril de 2015, como “coordenadora de filial” na cidade de Santa Cruz do Rio Pardo. Cerca de um ano depois, foi transferida para Lençóis Paulista, onde permaneceu até outubro de 2017, quando foi demitida sem justa causa.

Desde o começo, suas atividades consistiam em: abrir contas para a Crefisa, oferecer cartões de crédito da Crefisa, créditos consignados da Crefisa, financiamentos da Crefisa… A trabalhadora, inclusive, chegou a atuar como preposta da Crefisa em uma ação cível movida pela empresa.

Dessa forma, o Sindicato ajuizou a reclamação trabalhista pleiteando, em primeiro lugar, que a trabalhadora fosse reconhecida como financiária, com direito à jornada de seis horas da categoria – e, pois, com direito a receber pelo menos duas horas extras diárias pelo período de dois anos e meio em que foi empregada da Adobe.

O Sindicato pleiteou, ainda, indenização por dano moral – por causa das cobranças grosseiras exercidas por superiores hierárquicos – e participação da trabalhadora na PLR da Crefisa.

No fim, o caso acabou em acordo. Antes de sair a sentença do juiz, a empresa ofereceu R$ 23,5 mil para quitar os pedidos. A trabalhadora aceitou a oferta.

Notícias Relacionadas

Contra assédio e ameaças de demissão: Sindicato realiza mais um protesto em uma agência do Bradesco

Bradesco 29/06/2022

Bradesco, nos ouça! Sindicato protesta contra demissão de bancária portadora de deficiência auditiva

Bradesco 28/06/2022

Bancários esgotados: Mais de 5 mil trabalhadores pedem demissão em 4 meses

28/06/2022

Newsletter