SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

SQV vai adoecer funcionários do Itaú

31/07/2018

Bancos: Itaú

Compartilhe:

Há mais ou menos um ano, o Itaú, sem qualquer reunião com o movimento sindical, implementou o SQV (Score de Qualidade de Vendas), um programa nebuloso que, para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, serve apenas para legitimar metas absurdas e punir os bancários que não as cumpra.
O SQV avalia o funcionário por sete indicadores: nível de cancelamento de produtos, cancelamento de produto seguido de nova contratação, reclamações, ações cíveis, concentração de produtos num mesmo CPF, ressarcimento, e cancelamento de crédito.

Cada vez que o bancário recebe um apontamento nesses itens ele recebe uma pontuação, que se acumula e só expira depois de um ano. A consequência do acúmulo de pontos é a advertência e, no limite, até a demissão.

“As metas inatingíveis e a constante ameaça de demissão fazem com que ocorram casos como o recente infarto de uma funcionária dentro da agência do banco”, relembra Roberval Pereira, funcionário do Itaú e diretor responsável pela subsede de Avaré do Sindicato.

Para a entidade, é preciso aproveitar a campanha salarial para pressionar o Itaú a cancelar o SQV, afinal a própria pressão do banco muitas vezes induz o trabalhador ao erro. O Sindicato lançou uma campanha denunciando o Itaú (ao lado, duas das artes criadas para alertar as pessoas sobre as consequências dos abusos do banco).

(Bancários na Luta nº 36)

Notícias Relacionadas

Negociação com o Itaú sobre teletrabalho, PCR e bolsa-educação tem avanços

Itaú 30/11/2022

Itaú fecha 247 agências no país, mesmo alcançando lucro de R$ 23,118 bilhões nos primeiros nove meses de 2022

Itaú 22/11/2022

Itaú só dá bola fora! Sindicato protesta contra fim dos caixas da agência Duque, em Bauru

Itaú 09/11/2022

Newsletter