SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Sindicato faz novo protesto contra os descomissionamentos injustos do BB

Gerente regional e superintendente estadual são os responsáveis pelos descomissionamentos

26/04/2018

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

Nem bem o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região denunciou o absurdo que foi o descomissionamento de um gerente geral do Banco do Brasil com mais de 30 anos de casa e com sete anos seguidos de metas cumpridas, a gerente regional do banco, Cristiane Maria da Silva Albuquerque, com o aval do superintendente da Estadual Oeste, Euzivaldo Vivi Oliveira Reis, voltou a atacar.

A vítima da vez também tem mais de 30 anos de banco – será coincidência esse perfil? O gerente de Pessoa Jurídica da agência Bauru era tido pelos colegas como um excelente funcionário, que [como se vê nas imagens abaixo] cumpria suas metas e possuía boas avaliações inclusive de seus superiores.

Essa dispensa fere o acordo coletivo aditivo do BB. A cláusula 45ª é clara: “O banco, na vigência do presente acordo, observará três ciclos avaliatórios consecutivos de GDP com desempenhos insatisfatórios, como requisito para dispensa de função ou de comissão em extinção de funcionário”.

Não é a primeira vez que a Regional do BB, com o aval do Estadual, descumpre o acordo coletivo. Por conta disso, o Sindicato irá ao Ministério Público do Trabalho denunciá-los e exigir que o acordo assinado pela direção do banco seja cumprido.

Além desse bancário de Bauru, o Sindicato tomou conhecimento de outros descomissionamentos, em Avaré, Pederneiras e Itaí (neste caso, a responsabilidade é de outro gerente regional).

O Sindicato já colocou o seu Departamento Jurídico à disposição dos bancários para que eles peçam no Judiciário o direito à incorporação da comissão ao salário.

Protesto

Para denunciar os descomissionamentos, no dia 20 o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região fez um protesto em frente à Gerência Regional do banco, na rua Primeiro de Agosto, no Centro de Bauru. O ato durou a manhã toda e denunciou o presidente Michel Temer, que é o maior responsável pelo encolhimento do BB (são 18 mil funcionários desligados e mais de 600 agências fechadas desde a sua posse).

Curiosamente, após se deparar com o caminhão de som do Sindicato, a gerente regional saiu da cidade de Bauru e foi até Botucatu, que não faz parte da base territorial da entidade. Mesmo assim, não demorou para o Sindicato receber denúncias de que, lá, ela estava fazendo a mesma coisa que comumente faz em Bauru: ameaçando com anotações nas GDPs os bancários que não apresentassem produtividade no dia.

Diretores do Sindicato levaram o carro de som para a frente da Gerência Regional do BB, que fica ao lado da agência onde trabalha o último descomissionado de Bauru. Os diretores denunciaram o desmonte do banco promovido pelo presidente Michel Temer e a falta de coerência e empatia por parte da gerente regional e do superintendente estadual. O Sindicato vai denunciá-los ao Ministério Público do Trabalho pelo descumprimento do acordo do BB

Sem motivos

Para comprovar que o acordo coletivo do BB não está sendo cumprido, o Sindicato divulga abaixo a mais recente nota de Gestão de Desempenho por Competência (GDP) do último funcionário descomissionado em Bauru.

Além das notas positivas de GDP, o Sindicato divulga também a performance atual do funcionário no Conexão, onde ele era o segundo da sua agência (entre 7), o segundo da Regional (entre 28) e o décimo segundo da Estadual Oeste do banco (entre 176 gerentes!).

Diante disso tudo, não resta a menor dúvida: esse descomissionamento foi totalmente injusto!

(Bancários na Luta nº 26)

Notícias Relacionadas

Reunião com diretoria do Economus no Sindicato termina sem nenhuma resolução

Banco do Brasil 01/07/2022

Sindicato ajuíza ação para que BB pague a multa fundiária e metade do aviso prévio aos aposentados que aderiram ao PAQ e PDE

Banco do Brasil 30/06/2022

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

Newsletter