SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Notícias

Sindicato conquista liminar que cancela mais de 20 demissões no Bradesco durante a pandemia

14/09/2021

Bancos: Bradesco

Compartilhe:

O Bradesco terá, finalmente, que reintegrar 24 funcionários que foram demitidos sem justa causa durante a pandemia de coronavírus. A decisão foi comunicada ontem (13), pelo Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15), após o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região impetrar um mandado de segurança para cassar decisão judicial que suspendeu a liminar, conquistada em janeiro pela entidade, que proibia o banco de demitir sem motivo durante a crise sanitária e ordenava a reintegração dos trabalhadores já dispensados.

Segundo decisão do desembargador Jorge Luiz Souto Maior, o Bradesco está impedido de realizar dispensas imotivadas “individuais, coletivas ou plúrimas, enquanto for considerada a existência da pandemia de Covid-19 pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, ou enquanto o banco não emitir, publicamente, outra manifestação contrária ao compromisso de não realizar demissões durante esse período de crise.

Para relembrar, no ano passado, o Bradesco se comprometeu a não realizar dispensas durante a pandemia. No entanto, o acordo não foi honrado e o banco passou a demitir injustamente diversos trabalhadores.

Ainda de acordo com a decisão, o Bradesco tem cinco dias para reintegrar os 24 trabalhadores, sob pena de multa de R$50 mil por dia de descumprimento, “além dos efeitos decorrentes da desobediência à determinação judicial”.

Apesar de existir a possibilidade do banco tentar cassar essa decisão, o Sindicato espera que a Justiça mantenha a liminar, afinal, os trabalhadores que perderam injustamente seus empregos, não podem continuar sendo prejudicados pela irresponsabilidade e falta de compromisso do banco.

Na foto, protesto realizado pelo Sindicato em outubro do ano passado, na agência do Bradesco da Ezequiel Ramos – onde também fica a Superintendência Regional – contra as demissões no banco. Para chamar a atenção da população, o Sindicato exibiu sobre uma mesa os troféus que o banco “conquistou” na pandemia: campeão de demissões, campeão de assédio e campeão de insensibilidade, já que muitas demissões foram efetuadas por telegrama ou e-mail.

Notícias Relacionadas

Justiça torna definitiva decisão que reintegra bancário do Bradesco demitido em período de estabilidade

Bradesco 17/09/2021

Bradesco paga PLR no dia 20 e antecipa 13ª cesta para o fim de setembro

Bradesco 10/09/2021

TJ-SP mantém multa de R$ 10 milhões aplicada ao Bradesco por demora no atendimento

Bradesco 31/08/2021

Newsletter