SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Setor bancário fechou mais de 2 mil postos de trabalho entre janeiro e agosto

10/10/2018

Bancos: Outros

Compartilhe:

Bancários na Luta nº 43
10/10/2018

O setor bancário eliminou 2.245 postos de trabalho de janeiro a agosto, segundo os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgados em setembro. Ao todo, foram 19.715 admissões e 21.960 demissões.

Os bancos múltiplos com carteira comercial (que incluem Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa Econômica Federal) fecharam 1.363 postos de trabalho.

A Caixa, sozinha, foi responsável pela eliminação de 1.020 dessas vagas. Isso se deve, em parte, ao “Programa de Desligamento do Empregado” (PDE) lançado em fevereiro, ao qual aderiram 1.296 trabalhadores.

Rotatividade

De janeiro a agosto, os bancários admitidos recebiam, em média, R$ 4.261, enquanto os desligados tinham remuneração média de R$ 6.467. Ou seja, os admitidos entram ganhando 66% do que recebiam os demitidos. A rotatividade é uma maneira de maximizar ganhos.

Extinção

Em 2017, o setor bancário fechou 17.905 postos de trabalho. Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, com a aprovação da terceirização irrestrita e da reforma trabalhista, será mais fácil para os bancos eliminarem vagas. A categoria caminha para a extinção.

Notícias Relacionadas

Demissão em massa: Mercantil do Brasil encerra atividades no Rio de Janeiro

Outros 23/06/2022

Deputados federais devem participar de audiência pública sobre abertura de bancos aos sábados e domingos, nesta quarta-feira

Banco do Brasil 08/06/2022

Empregados do Mercantil do Brasil denunciam casos de assédio moral e cobrança excessiva de metas

Outros 07/06/2022

Newsletter