SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Reeleito, Maia já fala em reforma da Previdência

04/02/2019

Compartilhe:

Na última sexta-feira (1), aconteceu a eleição do presidente da Câmara dos Deputados e do Senado. Com 334 votos, Rodrigo Maia(DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara.

Maia recebeu 334 votos, maioria absoluta dos 512 que votaram. Será o terceiro mandato consecutivo como presidente e o sexto como deputado. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo neste domingo (3), Rodrigo Maia afirmou que é possível votar a reforma da Previdência até julho se o Congresso deixar a agenda de costumes em segundo plano.

Apesar de não apoiar a candidatura de Bolsonaro e por conta disso ter “rixas” com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Rodrigo Maia tem um passado duvidoso que vale ser lembrado: recusou duas denúncias contra Michel Temer para que não fosse investigado pelo STF, é alvo de três inquéritos que apuram suspeitas de uso do mandato para favorecer empresas, em 2002 recebeu doações de sete empresas do setor financeiro (incluindo o Itaú e a Bolsa de Valores de São Paulo) e não pautou a votação que fixava novos valores da multa da Agência Nacional de Mineração (ANM) a empresas que descumprem a legislação (por conta disso, a Vale, empresa responsável pelo crime em Brumadinho, irá receber uma multa de apenas R$ 3,4 mil ).

Votação no Senado

A votação para decidir o novo presidente do Senado foi turbulenta. Iniciada na sexta-feira, a votação teve tumulto, discussões, “roubo de pasta” cometido pela Kátia Abreu, voto duplicado, manobra para voto aberto e liminar expedida à 0h pelo presidente do STF, Dias Toffoli, determinando eleição secreta. Após todo tumulto, Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi eleito presidente do Senado Federal para os anos de 2019 e 2020.

Três senadores desistiram na última hora de disputar a presidência da Casa, favorecendo Davi como o nome para barrar Renan Calheiros, que buscava se tornar presidente da Casa pela quinta vez. Davi Alcolumbre é aliado do ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), de quem recebeu apoio nos bastidores.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região está claro que com a vitória de Alcolumbre no Senado o governo Bolsonaro se fortalece e a reforma da Previdência pode estar cada vez mais próxima.

Nesta segunda, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, já declarou que o governo “já tem na conta” mais do que os 49 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência no Senado. Ou seja, a mobilização contra a reforma da Previdência é mais do que urgente e necessária!

 

Notícias Relacionadas

TRT reconhece dispensa discriminatória de um trabalhador que foi demitido após retornar de afastamento por Covid-19

07/07/2022

Abertura dos bancos aos sábados e domingos: PL 1043 voltará a ser debatido somente após o período eleitoral

07/07/2022

Caixa custeou obras da mansão de Pedro Guimarães

Caixa Econômica Federal 07/07/2022

Newsletter