SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Presidente do Santander reforça a política de assédio do banco

26/02/2020

Bancos: Santander

Compartilhe:

Vestindo a fantasia de assediador, o presidente do Santander, Sérgio Rial, enviou aos funcionários do banco uma mensagem bizarra na última quinta, dia 20. O pretexto do e-mail, parece, foi “a queda pela metade da venda de consórcio em nossas lojas” e a “volumetria anêmica” na venda de seguros, na comparação de 2019 com 2020.

Ele fala na “inexistência de vendas de cartões de crédito nas lojas” e que “temos GGs que nunca, repito, nunca fizeram uma sequer venda de consórcio”. Em seguida, ao se perguntar “O que preciso fazer, como gestor, para mudar essa situação?”, Sérgio Rial menciona “teorias de gestão” para sugerir “GGs com perfil de líder de verdade, transcendendo do bancário mais tradicional até o líder empreendedor”. “Cada teoria com seus desafios”, lembra o executivo.

Exigência de CPA 20
O presidente do Santander também lembra que “no ano passado, exigimos a barra mínima de CPA 10 para todos no Varejo” e, em seguida, afirma que “vamos em busca de que toda a Rede tenha CPA 20 ainda neste ano.”

Como se não bastassem as metas do banco, ele pede que cada empregado “estabeleça metas trimestrais para você, não dadas por ninguém, mas dadas por você mesmo, você que quer mudar”.

E, dirigindo-se aos “Regionais”, Rial diz: “vocês sabem o que têm de fazer”: “TRIPLIQUEM o valor de venda por metro quadrado de cada loja, conceito comum no varejo”. “O desafio está dado”. E termina: Mostra a sua cara, Loja Santander!”

Em novembro, o Sindicato decretou a morte do respeito do Santander por seus funcionários (foto acima), pois, além de ser o banco campeão em assédio e adoecimento, foi pioneiro em reduzir a segurança das agências (retirando portas giratórias e vigilantes) e em substituir caixas humanos por eletrônicos.

Por fim, se negou a antecipar a PLR pra antes do Carnaval, além de ter promovido recentemente ações questionáveis, como “convidar” os funcionários a doar parte da variável.

Notícias Relacionadas

Em 5 anos, principais bancos do país fecharam mais de 4 mil agências

Banco do Brasil 21/06/2022

Santander terceiriza setor de investimentos e bancários são “convidados” a pedir demissão

Santander 13/06/2022

Deputados federais devem participar de audiência pública sobre abertura de bancos aos sábados e domingos, nesta quarta-feira

Banco do Brasil 08/06/2022

Newsletter