SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Ministro da Educação afirma que “universidade para todos não existe”

31/01/2019

Compartilhe:

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, no dia 28, Ricardo Vélez Rodríguez, ministro da Educação, afirmou que “a ideia de universidade para todos não existe” e que “as universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual”.

Para ele, o foco da atual gestão será no ensino técnico, pois os jovens precisam ser inseridos rapidamente no mercado de trabalho e não podem perder tempo estudando. Como exemplo, o ministro da Educação citou um advogado que virou motorista de Uber.

“Nada contra o Uber, mas esse cidadão poderia ter evitado perder seis anos estudando legislação”, diz.

Além dessas afirmações discriminatórias, o ministro da Educação também defendeu a continuidade do enxugamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), iniciado por Temer.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região essa posição do ministro da Educação é vergonhosa, revoltante e reproduz ainda mais a desigualdade. O ministro deveria apoiar, incentivar, ampliar e democratizar o acesso à educação superior no Brasil, que é extremamente inferior em comparação com quase todos os países da América Latina.

Vale lembrar que durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro disse que os jovens brasileiros têm “tara” pelo diploma superior, e que seria melhor se muitos deles buscassem o ensino profissionalizante. Ou seja, está claro o descompromisso do novo governo com a educação do seu povo.

EDUCAÇÃO É DIREITO DE TODOS! CHEGA DE DESIGUALDADE!

Notícias Relacionadas

“BB + leve”: Banco avança com transformação de agências em lojas e coloca em risco vida de bancários e clientes

Banco do Brasil 24/06/2022

SEXTOU: ARRAIÁ DO SINDBAR É HOJE! ESPERAMOS VOCÊS!

24/06/2022

VOTE “NÃO” na consulta pública sobre retirada de patrocinador dos fundos de pensão

24/06/2022

Newsletter