SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

FGTS: STF adia decisão

17/12/2019

Compartilhe:

Na última quinta-feira, dia 12, o julgamento da ação que questiona o uso da TR (Taxa Referencial) como fator de correção dos depósitos das contas vinculadas do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço), foi adiado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli.

Uma nova data não foi marcada, ou seja, a discussão só entrará em pauta no ano que vem.

Hoje, o saldo do fundo é corrigido pela TR mais 3% ao ano. Esse cálculo sequer cobre as perdas geradas pela inflação. Estima-se que no período de 1999 a 2013 a diferença entre os rendimentos do FGTS e a inflação pelo INPC seja de 68%.

Segundo a ação, a correção pela TR viola o direito de propriedade, o direito dos trabalhadores ao fundo e o princípio da moralidade administrativa – todos previstos na Constituição Federal, ao não garantir sequer a reposição das perdas inflacionárias.

O Sindicato dos Bancários tem essa ação desde 2016 e segue aguardando decisão.

Notícias Relacionadas

“BB + leve”: Banco avança com transformação de agências em lojas e coloca em risco vida de bancários e clientes

Banco do Brasil 24/06/2022

SEXTOU: ARRAIÁ DO SINDBAR É HOJE! ESPERAMOS VOCÊS!

24/06/2022

VOTE “NÃO” na consulta pública sobre retirada de patrocinador dos fundos de pensão

24/06/2022

Newsletter