SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Chapa 1 “Bancários na Frente” vence eleições do Sindicato com 97% dos votos

24/01/2019

Compartilhe:

Depois de três dias de coleta de votos nas 49 cidades abrangidas pelo Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, chegou ao fim, na noite da última sexta-feira, 18, o processo eleitoral que definiu a Diretoria da entidade para o triênio 2019/2022.

Mais de 80% dos bancários sindicalizados participaram do processo e elegeram a Chapa 1 “Bancários na Frente” (a única inscrita) para a direção do Sindicato. Do total de 1.106 votos coletados, 1.065 foram para a chapa (mais de 97% dos votos válidos). O pleito teve ainda nove votos inválidos, oito nulos e 24 brancos.

 

Sem proporcionalidade

Essa foi a primeira eleição do Sindicato sem a regra da proporcionalidade, o que significa que todos os 30 integrantes da chapa vencedora ocuparão as 30 cadeiras da Diretoria.
Os novos diretores serão empossados no dia 18 de março e terão um árduo trabalho de três anos na luta contra retrocessos sociais e pela categoria bancária (veja abaixo parte do programa da chapa vencedora).
A eleição não se encerrou com a vitória da chapa “Bancários na Frente”. A partir do dia 28, quem tiver interesse em fazer parte do Conselho de Representantes de Base da entidade pode se inscrever para disputar a eleição.

Sem CUT e sem MNOB

Desde 2004, essa foi a primeira eleição em que apenas uma chapa se inscreveu.

Também é a primeira eleição da qual a CUT não participou. Os cutistas bem que tentaram montar uma chapa, mas não conseguiram. Isso se deve ao fato de que a CUT desapareceu das lutas e do contato com as bases, depois de quase 14 anos atuando como braço dos governos petistas. Os cutistas continuaram atuando como pelegos no governo Temer, concordando com acordos bianuais rebaixados para os bancários em 2016 e em 2018, sem sequer um único dia de greve. Em resumo, a CUT está desmoralizada.

Já o MNOB se desmoralizou após o conluio com o Banco Votorantim/BV Financeira que resultou na demissão de Priscila Rodrigues e na suspensão do contrato de trabalho de Michele Montilha, ambas diretoras do Sindicato. Depois de atuarem contra duas trabalhadoras, como teriam coragem de pedir votos para os trabalhadores da base? Impossível.

Conheça parte do programa da chapa eleita

 Independência do Sindicato de partidos, patrão e governo;
 Nenhum privilégio financeiro para o dirigente eleito;
 Defesa dos bancos públicos contra privatizações;
 Lutar contra as demissões imotivadas;
 Defesa da jornada de trabalho de 6 horas;
 Realizar seminários sobre temas sindicais, políticos, econômicos e direitos dos trabalhadores;
 Ampliar a prevenção de práticas contra o adoecimento da categoria bancária;
 Manter semanalmente o jornal da entidade “Bancários na Luta” e a entrega dele nas agências de Bauru e região;
 Participar de lutas gerais e específicas com trabalhadores de diversas categorias;
 Fortalecer a FNOB (Frente Nacional de Oposição Bancária) e construir chapas de oposições ao sindicalismo da Contraf-CUT;
 Discutir o papel da CSP-Conlutas junto aos bancários e nossa entidade
 Lutar contra a reforma da Previdência e trabalhista do governo Bolsonaro;
 Defender a prisão e confisco de bens de todos os corruptos, independente de partido;
 Lutar contra a criminalização de protestos e movimentos sociais;
 Ampliar para 25% do lucro líquido o valor da PLR a ser paga linearmente a todos os bancários;
 Combater o machismo, o racismo e qualquer forma de preconceito;
 Lutar pela volta da lei das filas em Bauru;
 Defender a revogação da reforma trabalhista de Temer e a lei das terceirizações;
 Implementação de uma auditoria independente sobre a dívida pública, com suspensão do pagamento de juros aos banqueiros.

Notícias Relacionadas

Saúde Caixa: decaída na qualidade do atendimento e insuficiência de credenciados prejudica associados

Caixa Econômica Federal 30/11/2022

Ar condicionado não é luxo! Sindicato paralisa agência da Caixa do Altos da Cidade, em Bauru

Caixa Econômica Federal 30/11/2022

PL sobre abertura das agências bancárias aos sábados e domingos volta à pauta da CDC nesta quarta, 30

30/11/2022

Newsletter