SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Bolsonaro anuncia que vai privatizar mais 17 empresas estatais

Ministro Paulo Guedes afirmou que Petrobras também deve ser vendida até o final do governo

30/08/2019

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

No último dia 21, o governo Bolsonaro divulgou uma lista com mais nove empresas estatais que pretende privatizar em breve. São elas: os Correios, a Telebras, o Porto de Santos, a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (DataPrev), o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores (ABGF), a Empresa Gestora de Ativos (Emgea), o Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) e a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Com as que já constavam da carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), chega a 17 o número de estatais cuja privatização está sob estudo. Atualmente, o governo federal tem 130 empresas, sendo 46 de controle direto e 84 subsidiárias.

Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal ainda não foram incluídos no programa de desestatização do governo. Porém, nada impede que um dia destes o presidente acorde com vontade de vender ambos, pois nenhuma empresa pública parece estar a salvo da sanha privatista do governo.

Antes da divulgação dessa nova lista, por exemplo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que até mesmo a Petrobras deve ser privatizada até o final do mandato de Jair Bolsonaro.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru, Bolsonaro promove uma verdadeira liquidação do patrimônio público. Pior, as empresas em questão são responsáveis por serviços e políticas que afetam diretamente à população. O resultado disso será o aumento do preço de combustível e de energia, o encarecimento de juros, dificuldade de financiamento, entre tantos outros prejuízos. Somente a luta pode impedir que o governo entregue esse patrimônio público à iniciativa privada!

 

Maioria é contra a venda das empresas públicas

De acordo com uma pesquisa encomendada pela VEJA ao instituto FSB revelou que BB e Caixa são as estatais que os brasileiros menos querem ver sob a iniciativa privada. O BB tem a privatização rejeitada por 59% da população e aprovada por 37%, enquanto 4% das pessoas não sabem ou não responderam. Sobre a Caixa, os números são exatamente os mesmos. Segundo dados do Banco Central, os dois bancos estatais respondem, juntos, por 48% do crédito a pessoas físicas no país, enquanto a Caixa representa 70% do crédito imobiliário e o BB, 53% do crédito rural no Brasil.

 

Notícias Relacionadas

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

“BB + leve”: Banco avança com transformação de agências em lojas e coloca em risco vida de bancários e clientes

Banco do Brasil 24/06/2022

Terceirizada do BB é condenada após sumir e não pagar verbas rescisórias e FGTS de trabalhadora

Banco do Brasil 21/06/2022

Newsletter