SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

BB começa a implantar agências terceirizadas

26/04/2018

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

A nova legislação trabalhista, somada à lei que permite a terceirização de atividades-fim, já começa a trazer prejuízos para os funcionários do Banco do Brasil.

Em conjunto com a iniciativa privada, o BB está abrindo “lojas de atendimento” com funcionários terceirizados que fazem serviços de bancários. No último dia 10, inaugurou em São Paulo a primeira unidade sob o selo “Mais BB Padronizado”.

Essa “loja” é uma parceria com a corretora de seguros Barraconi e com a Promotiva, que oferece “gestão especializada de correspondentes bancários”. A Promotiva, aliás, já é uma velha conhecida do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, visto que há tempos presta serviços terceirizados para o Banco Votorantim e a BV Financeira.

O Sindicato já estuda uma denúncia ao Ministério Público Federal contra essas novas “lojas de atendimento”, que não passam de agências bancárias disfarçadas.

Em setembro de 2016, o BB contava com 112 mil funcionários e 5.430 agências; em dezembro de 2017, só havia 99 mil bancários e 4.770 agências. Ou seja: o banco cortou 13.590 postos de trabalho e 660 agências em pouco mais de um ano.

“Temer está encolhendo o BB para deixá-lo no ponto para a privatização”, afirma Paulo Tonon, funcionário do banco e diretor do Sindicato. “Não podemos permitir isso”.

(Bancários na Luta nº 26)

Notícias Relacionadas

Reunião com diretoria do Economus no Sindicato termina sem nenhuma resolução

Banco do Brasil 01/07/2022

Sindicato ajuíza ação para que BB pague a multa fundiária e metade do aviso prévio aos aposentados que aderiram ao PAQ e PDE

Banco do Brasil 30/06/2022

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

Newsletter