SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

Banco do Brasil segue com o rolo compressor de reestruturações e desmonte

01/11/2018

Bancos: Banco do Brasil

Compartilhe:

Na última segunda-feira (29), o Banco do Brasil anunciou redução na dotação de funcionários dos maiores prefixos da área meio do banco. De acordo com representantes da Gestão de Pessoas (GEPES), são 127 vagas afetadas, mas 61 estavam desocupadas. Das 66 vagas ocupadas restantes, 31 estão em São Paulo. As demais se encontram em Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.

A maior parte das reduções são de funções gerenciais (com vários gerentes de equipe), área, setor, grupo e até um de divisão.

Assim, seguindo a mesma linha das reestruturações anteriores, diversos trabalhadores atingidos serão obrigados a voltar à função de escriturários, ou procurarem realocações em outras cidades para não perderem o comissionamento.

Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, essa nova reestruturação é mais um passo para a privatização e destruição do banco público. Aos poucos, com a ajuda da terceirização, todos os cargos serão afetados. É importante lembrar que ninguém está a salvo, independentemente da função, comissão ou área em que atua.

Com essa nova reestruturação, o desvio de função irá aumentar drasticamente e os funcionários estarão mais uma vez à beira do assédio e adoecimento. Desta forma, assim como o Sindicato, que continuará na luta em defesa dos funcionários do BB e do caráter público do banco, os funcionários também precisam se fortalecer e unificar a luta contra essa nova reestruturação.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região se coloca à disposição de todos os funcionários do Banco do Brasil, vítimas ou não desse novo ataque.

Veja abaixo a lista dos cargos que serão extintos:

Notícias Relacionadas

Sindicato reivindica na Justiça direito de férias de 35 dias para egressos da Nossa Caixa com mais de 20 anos de banco

Banco do Brasil 27/06/2022

“BB + leve”: Banco avança com transformação de agências em lojas e coloca em risco vida de bancários e clientes

Banco do Brasil 24/06/2022

Terceirizada do BB é condenada após sumir e não pagar verbas rescisórias e FGTS de trabalhadora

Banco do Brasil 21/06/2022

Newsletter