SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

Galeria de Fotos

Sindicato protesta contra filas enormes e desmonte no BB

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região realizou um protesto hoje, dia 11, em frente à agência do Banco do Brasil da Praça Rui Barbosa, em Bauru. A agência tem registrado filas enormes durante toda semana, devido à falta de funcionários. Na última sexta-feira, dia 8, a agência estava completamente lotada. O corte de funcionários foi tão grande que o segundo andar da agência foi desativado. Mas o Sindicato e os clientes sabem que o caos é generalizado. Em toda a região, faltam funcionários e sobram clientes. Dois anos atrás, em 2017, o Banco do Brasil começou a se "reestruturar": só naquele ano, fechou 402 agências e transformou outras 379 agências em pequenos postos de atendimento. Antes disso, no fim de 2016, o banco lançou um programa de incentivo à aposentadoria ao qual aderiram 9.409 funcionários. O governo mudou, mas o desmonte do BB continua. Para o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, o objetivo é reduzir o tamanho do banco para facilitar sua privatização total. Na verdade, o BB já está sendo vendido, só que por partes: a parte de seguros já foi vendida e existem planos para vender outras subsidiárias. Com menos agências e muito menos funcionários, o resultado só poderia ser este que estamos cansados de ver: agências abarrotadas, demora para ser atendido e bancários estressados. O corte de milhares de funcionários e o fechamento de centenas de agências afetam a vida dos clientes e também dos funcionários que permanecem na ativa, que, além da sobrecarga de trabalho, estão sofrendo com transferências, descomissionamentos e o assédio moral para o cumprimento de metas. Ao ver o protesto do Sindicato, o Banco do Brasil enviou 5 funcionários de outro local para ajudar no atendimento da agência Rui Barbosa. A medida é paliativa! Exigimos novas contratações e a paralisação do plano de desmonte do BB!

Newsletter