SEEB Bauru

Sindicato dos Bancários e Financiários
de Bauru e Região

CSP

Notícias

MPT abre inquérito civil contra Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa, por denúncias de assédio sexual

28/07/2022

Bancos: Caixa Econômica Federal

Foto: Marcos Corrêa/PR

Compartilhe:

O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu inquérito civil público para investigar os casos de assédio sexual praticado pelo ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Celso Leonardo Barbosa, considerado um dos principais aliados de Guimarães na instituição, também é alvo das investigações.

A apuração preliminar do caso já estava em andamento, contudo, ao considerar os fatos narrados pelas vítimas, o procurador Paulo Neto converteu a notícia crime em inquérito civil.

O MPT determinou que a Caixa seja notificada para anexar ao inquérito civil em até 10 dias uma cópia integral dos procedimentos administrativos abertos após o banco receber, em seu canal interno, 14 denúncias contra o ex-presidente entre 2019 e 2022. Além disso, determinou que o banco apresente cópias integrais de “eventuais procedimentos administrativos” sobre duas denúncias que teriam sido feitas por uma funcionária no canal “Viva Voz” e esclareça a existência de outros.

Abusos

No fim de 2021, um grupo de empregadas que trabalham ou trabalharam em equipes diretamente ligadas ao gabinete da presidência da Caixa, decidiram romper o silêncio e denunciar ao Ministério Público Federal o assédio a que vinham sendo submetidas pelo, até então, presidente do banco. No final de junho deste ano, as denúncias ganharam repercussão nacional, fazendo com que Guimarães pedisse demissão do cargo.

Os relatos de assédio sexual são chocantes e incompatíveis com o que deveria ser o normal na relação entre o presidente do maior banco público brasileiro e funcionárias sob seu comando: toques íntimos sem consentimentos; falas e abordagens inconvenientes e convites incomuns e desrespeitosos. Veja aqui a reportagem completa do caso.

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região reafirma que repudia veemente a violência sexual praticada por Pedro Guimarães. Justiça a todas vítimas!

Notícias Relacionadas

MPT pede que ex-presidente da Caixa seja condenado em R$ 30,5 milhões por assédio moral e sexual

Caixa Econômica Federal 04/10/2022

Bancária da Caixa de Porto Alegre tem o rosto machucado após agressão de cliente

Caixa Econômica Federal 04/10/2022

Sindicato reforça denuncia ao MPT sobre casos de assédio moral na Caixa

Caixa Econômica Federal 19/09/2022

Newsletter